quarta-feira, dezembro 19, 2018
Gestão

Conheça o Código de Ética do Estudante de Medicina

Na III CONEM (Confêrencia Nacional de Ética Médica), onde foi concluída a revisão do novo Código de Ética Médica, também foi lançado o inédito Código de Ética do Estudante de Medicina.

Sobre os envolvidos na elaboração deste documento, que vinha sendo escrito desde 2016, estão profissionais da área da saúde e diversos estudantes. A partir desse mês (setembro), o manual estará disponível em mais de 320 escolas de Medicina por todo o país.

Com um total de 54 páginas, o Código de Ética do Estudante de Medicina aborda assuntos como: relação do estudante com a sociedade, com os estudos e até com os cadáveres.
O documento apresenta princípios éticos e morais para com os pacientes, profissão, colegas e professores.

Um dos principais focos foi o trote irresponsável. Entendendo como um direito do estudante em participar das recepções de calouros, o CFM (Conselho Federal de Medicina) alerta sobre o uso da violência em tais ocasiões e apoia as denúncias de irregularidades.

Outro foco foi o assédio moral, orientando o estudante a denunciar qualquer tipo de assédio moral ou práticas abusivas entre os estudantes, professores ou profissionais da área.

O sigilo médico também ganhou destaque, sugerindo ao estudante manter para si as informações obtidas a partir da relação com os pacientes, apresentando as punições caso o sigilo seja quebrado.

Os demais tópicos abordam a remuneração, privacidade, exercício ilegal, dentre outros.

Vale lembrar que as orientações presentes no manual, não valem somente aos alunos, mas também aos professores, responsáveis pela formação destes futuros profissionais.

Gostaria de ler o Código de Ética do Estudante de Medicina completo? Faça o download aqui.