quarta-feira, dezembro 19, 2018
Gestão

4 passos para organizar sua vida financeira

É extremamente comum médicos não saberem exatamente quanto sua clínica ou consultório fatura. Tudo se resume a basicamente dar entradas e saídas de sua conta bancária, apenas fazendo uma verificação do extrato de tempos em tempos. Porém, você pode dizer com total tranquilidade qual é o faturamento mensal de sua clínica? Quais são as despesas totais? Qual é o setor (trabalhista, materiais, equipamentos) que mais consome recurso financeiro em seu consultório? Quanto você pode retirar de entradas sem comprometer as despesas mensais? Essas são respostas básicas para sabermos se o seu empreendimento está dando um resultado satisfatório, mas se você não tem o controle de suas finanças e mistura sua conta de luz do consultório com a de sua casa, por exemplo, você certamente não sabe, ou tem muita dificuldade, em dar o diagnóstico se seu empreendimento é saudável. O ideal é estabelecer um valor mensal para retirada da conta da clínica/consultório para transferência em sua conta pessoal. Mas primeiro, precisamos repensar alguns passos e melhorar a sua maneira de gerenciar o seu dinheiro.

1. Faça o controle separado de despesas pessoais e empresariais
É basicamente como fazer um diagnóstico da vida financeira: separe em dois departamentos, o que é pessoal e o que é do consultório/clínica. Só assim você vai ter uma total certeza de quanto você precisa faturar para cobrir todas as suas despesas. No departamento de Despesa Pessoal coloque itens básicos como contas de água e luz até a escola de seu filho. Na planilha de Despesa Financeira coloque suas contas básicas, trabalhistas, gastos com compra de materiais ou medicamentos e tudo o que é retirado do caixa. E mantenha isso atualizado.

2. Utilize contas bancárias distintas
Uma maneira de você não comprometer o caixa da clínica/consultório é mantendo duas contas bancárias separadas. Uma somente para seu uso pessoal e outra para utilização empresarial, onde, inclusive, outras pessoas poderão ter acesso. Outra vantagem é que você conseguirá fazer comprovação de renda mais facilmente (ajudando até na hora de fazer o Imposto de Renda).

3. Defina um valor para retirada mensal
Isso pode parecer difícil para você: ter de manter o dinheiro do consultório intacto, fazendo apenas retiradas. Mas é essencial para manter a saúde de seu negócio. O lucro de seu negócio serve para realizar investimentos e reservar capital de giro. É essencial manter seu ambiente atualizado, com equipamentos novos e bons materiais, mas isso torna­-se caro se for necessário ficar retirando valores de sua conta pessoal para realizá-­los. A sua clínica precisa manter-­se com o lucro que ela gera, assim como a sua retirada deve ser justa à realidade financeira. Defina um valor para transferência de sua conta pessoal que não comprometa as despesas de sua clínica.

4. Invista em tecnologia
Para manter seu fluxo de caixa da clínica/consultório atualizado, invista em tecnologia. Um controle de entradas e saídas, com relatórios práticos, de fácil manuseio e entendimento facilita a sua vida na hora de controlar suas finanças e tomar decisões. Você pode estabelecer metas mensais para cumprimento de atendimentos (ou procedimentos) e reprogramar a sua agenda. Também há a possibilidade de basear os investimentos futuros em relatórios com histórico de lucros.

É pensando em você e no seu negócio que o SantéMed conta com um Fluxo de Caixa completo, com experiência facilitada ao usuário. Chega de gerenciar seus recursos baseado no extrato bancário. Você pode muito mais com o Santé!